Blog

Sensibilidade nos dentes: como amenizá-la?

A imagem mostra uma mulher, do nariz ao ombro, sorrindo, com a mão esquerda no queixo.

A primeira camada do dente, aquela que fica exposta ao meio externo, é o esmalte. Ele é um tecido mineral muito resistente que, entre outras funções, é responsável por proteger as partes internas.

O esmalte apresenta um pouco de porosidade, assim, ele precisa estar na densidade correta para evitar que agentes externos impactem a dentina e a polpa, que são mais sensíveis. Quando essa camada mineral sofre algum tipo de problema e não promove a proteção necessária, ocorre a sensibilidade nos dentes.

Ela pode acontecer em função de uma desmineralização do esmalte, por causa da exposição radicular, como resultado de algum problema bucal, pela corrosão, fissuras ou fraturas no esmalte, além de cáries, inflamações e infecções.

Em casos de doenças bucais é preciso realizar tratamentos específicos para eliminar a sensibilidade nos dentes. Mas e quem convive com a sensibilidade? Nesse caso, existem algumas medidas que podem ser adotadas para amenizar o problema. Veja a seguir o que você pode fazer para ter mais conforto com seus dentes sensíveis.

Adequação alimentar

A sensibilidade nos dentes pode estar relacionada com os hábitos alimentares de uma pessoa. Aquelas que consomem muitos alimentos ou bebidas ácidas, doces e álcool, podem apresentar uma desmineralização do esmalte, deixando a dentina mais exposta. Sendo assim, é preciso fazer uma adequação alimentar evitando esses alimentos e bebidas que agridem o esmalte.

Dê preferência para alimentos nutritivos que forneçam minerais para o organismo, a fim de fortalecer os dentes. Também procure ingerir bebidas e alimentos com temperaturas moderadas, evitando os extremos de frio ou calor. Isso porque o choque térmico desencadeia a dor aguda da sensibilidade.

Mudança de hábitos

Como você viu, a ingestão de bebidas alcoólicas pode agravar a sensibilidade nos dentes, então, é importante evitar ao máximo para não aumentar a desmineralização do esmalte. Além disso, abstenha-se do cigarro porque ele também provoca muitas agressões para a saúde bucal.

Outra causa da sensibilidade nos dentes é o desgaste do esmalte em função de ações mecânicas. Elas ocorrem, por exemplo, quando roemos as unhas, mordemos objetos duros ou utilizamos os dentes como ferramenta. Policie seus hábitos evitando esse tipo de comportamento, para prevenir não apenas o desgaste como possíveis fraturas ou trincas. A própria mordida, se estiver em desequilíbrio, pode causar este desgaste do esmalte!

Higiene adequada

Os cuidados com a higiene bucal são indispensáveis para amenizar a sensibilidade nos dentes e evitar que ela aumente sua intensidade. Comece escolhendo os produtos certos, sendo essencial uma escova com cerdas ultra macias ou específicas para quem tem sensibilidade.

A escovação deve ser feita no mínimo três vezes por dia, mas o ideal é sempre após ingerir quaisquer alimentos para manter o equilíbrio do pH bucal. Ao realizar os movimentos não há necessidade de colocar força e fazer movimentos longos. Faça a escovação com suavidade e delicadeza, porque é a ponta das cerdas que tem que funcionar entre a gengiva e o dente, a força excessiva faz as laterais das cerdas tocarem os dentes, diminuindo muito a capacidade de limpar, como uma “vassoura de piaçava” exgarçada.

Creme dental específico

Não é só a escova certa que faz a diferença para amenizar a sensibilidade nos dentes. Um creme dental, com flúor ajuda na remineralização dos dentes. Existem também formulações específicas para quem tem sensibilidade. Esse produto forma uma camada de proteção que evita as infiltrações que atingem a dentina e estimulam as reações nervosas.

Evite ao máximo os cremes dentais branqueadores porque eles aumentam a sensibilidade. Se dúvida sobre qual produto utilizar, converse com seu dentista de confiança para que ele avalie seu caso e indique a melhor alternativa.

Lembre-se que a sensibilidade nos dentes pode ser decorrente de diversos fatores, então, prefira consultar um especialista. Ele avaliará o que está causando o desconforto para eliminar o fator, afinal, em alguns casos é preciso fazer tratamentos associados para alcançar os resultados esperados e evitar complicações.

Dra Licia Ney Pizzocolo Gonzalez apex odontologiafaixa-apex-odontologia

Por Dra. Lícia Ney Pizzocolo Gonzalez
CRO-SP 61423

Formada pela Universidade Estadual de São Paulo – UNESP – em 1998, é pós-graduada pela UNICAMP em especialização de periodontia e pela ABCD em especialização de ortodontia. Atua na área de estética, cirurgia oral e implante.

faixa-apex-odontologia

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco

× Agendar Consulta