Endodontia

A cárie é a doença bucal mais conhecida entre todas. E é muito comum que além dela, também ganhem atenção aquelas que afetam o esmalte dentário, afinal, elas são mais visíveis e o paciente pode identificar o problema em grande parte dos casos.

Porém, a parte visível do dente é uma parcela do que ele realmente é. Existe uma grande porção que fica presa no tecido ósseo, e ainda há outras camadas que constituem o dente, além do esmalte.

Todas essas partes e tecidos podem ser afetadas por doenças e problemas, e a Endodontia é uma especialidade que trata justamente de condições que nem sempre estão visíveis. Afinal, ela cuida de partes ocultas, como a raiz do dente e a polpa dentária.

O tratamento realizado pela Endodontia

A pulpite é a principal complicação tratada pelo profissional da área de endodontia. Trata-se do comprometimento da polpa do dente, ou seja, sua parte nervosa. Esse tratamento é conhecido popularmente como canal.

A técnica consiste na remoção dos resíduos de tecidos que ficam nas partes internas das raízes dos dentes. Isso porque eles podem estar mortos, por conta de diversos fatores, e acabam gerando desconforto e dores fortes para o paciente. Além de haver o risco de infecções e de se espalhar para os demais dentes e por todo o organismo.

Diagnóstico e tratamento precoce na endodontia

Hoje em dia, as indicações de tratamento de canal são realizadas antes mesmo de qualquer desconforto sentido pelo paciente. Os avanços da odontologia possibilitam obter diagnósticos precoces, por meio de fotografias intra bucais e radiografias.

Com isso, é possível antever um problema que poderia evoluir com o tempo e causar dor e comprometimento da saúde bucal. Aliás, segundo os pacientes, a dor causada por problemas endodônticos é a mais aguda manifestada no corpo humano.

Ao mesmo tempo, os métodos evoluíram ao longo dos anos, e hoje, o tratamento de canal é mais confortável para os pacientes. Dessa forma diminui-se as dores e desconfortos durante o procedimento, e também os riscos de complicações posteriores.

Devido à preocupação com o bem-estar de nossos pacientes, recomendamos a visita periódica para verificação da evolução do sistema mastigatório, com o intuito de observar se ele se mantém saudável.

Fale Conosco